REVOLTANTE — Um estudante de Odontologia estupra um cão, grava vídeo e, ainda, publica nas Redes Sociais!

0

Um estudante de Odontologia de Cuiabá, gravou um vídeo em que aparece fazendo sexo com um cachorro. O ato ocorre no banheiro de uma residência.
O vídeo “viralizou” na tarde desta quarta-feira. Diversas entidades de defesa aos animais já anunciaram que irão denunciar o estudante a polícia.

O estudante trata da relação sexual com o animal de forma natural. Ele, inclusive, tece “elogios sexuais” a cachorra…

“Ela sempre aguenta tudo, sempre, impressionado. Ela está no cio. Gostosa demais”, comenta o jovem do vídeo.

Militantes da defesa dos animais anunciaram que irá registrar na Delegacia Estadual do Meio Ambiente (Dema). A punição ao estudante é importante para que a população se conscientize. Os defensores da causa animal esclareceram que o zoofilista deve ser enquadrado na Lei 9.605/98, que trata dos maus-tratos e engloba a zoofilia (sexo com animais). A pena é de 1 a 3 anos de prisão, que pode ser convertida em medidas alternativas.

ATUALIZAÇÃO:
O estudante de odontologia já está no sistema prisional de Mato Grosso.

O zoofilista chegou à Delegacia Especializada do Meio Ambiente (DEMA) acompanhado de seus pais e de seu advogado. Foragido desde o último dia 18, o estudante resolveu se entregar para evitar ainda mais complicações com a Justiça. O carro em que chegou à delegacia estava com duas marcas de tiros. Segundo ele, ameaças e tentativas de morte se tornaram constantes nos últimos dias. Sua casa foi invadida e saqueada, segundo contou em depoimento.

O Estudante depôs por cerca de 3 horas e foi preso em seguida. A prisão, solicitada pelo delegado do caso é temporária e tem a duração de apenas. Mas pode se transformar em preventiva e passar para 90 dias.

O estudante é acusado por maus-tratos aos animais e também por associação criminosa. A polícia suspeita que ele faça parte de uma rede de zoofilia. A polícia comunicou que 2 dos 4 cães do universitário já foram resgatados. Mas, outros 2 cães, no entanto, ainda não foram localizados. Se condenado, o estudante poderá pegar até 3 anos de cadeia.

A Delegacia Especializada do Meio Ambiente (DEMA) emitiu um comunicado oficial para informando que Branquinha, a cadelinha que aparece nas imagens do estupro, já foi resgatada. A cadelinha, que passa bem, será encaminhada para uma ONG onde receberá cuidados e, provavelmente, será colocada para adoção responsável.

Share.

Comments are closed.